Vinhos

Página:
de 81

No Vineria 9 você encontra uma extensa linha de vinhos, como espumante, vinho tinto, vinho branco, vinho rosé, vinho licoroso e vinho frisante. São mais de 1.000 rótulos de vinhos das principais regiões produtoras do mundo.

O Vineria 9 é o "meio campo" entre você e o vinho. Aqui você tem uma enorme facilidade para comprar vinho sem sair do conforto de sua casa, e ainda parcelar sua compra em até 6 vezes no cartão de crédito.

Do vinho chileno ao vinho francês, do vinho suave ao vinho seco, são inúmeras opções para você encher sua taça de vinho. Dos mais renomados vinhos, até o famoso "vinho bom e barato".

Selecionamos uma carta com as melhores vinícolas do Brasil e do mundo. São diversos tipos de vinho para você escolher, independente da ocasião, seja espumante para casamento, vinho para tomar na beira da praia e/ou piscina, uma comemoração a dois, happy hour, aperitivo ou mesmo vinho para o dia-a-dia.

Trabalhamos com as mais conhecidas variedades de uvas dos vinhos tintos, desde malbec, cabernet sauvignon, merlot, pinot noir, carménère, tannat e shiraz/syrah, até chardonnay, sauvignon blanc e moscato dos vinhos brancos.

Grandes e famosas vinícolas como a Vinícola Casa Perini com seu famoso "Casa Perini Moscatel", e também a maior do Brasil: Cooperativa Vinícola Aurora, premiadíssima mundo a fora com seus vinhos e espumantes, além das clássicas, como: Vinícola Salton, Cooperativa Vinícola Garibaldi, Vinícola Casa Valduga, Vinícola Peterlongo, Vinícola Miolo, Viña Concha y Toro e Casillero del Diablo, Vinícola Chandon, Viña Tarapacá e muitas outras.

Escolha seus rótulos preferidos ou navegue nos tipos abaixo para turbinar ainda mais a sua adega de vinho:

Espumante

Espumante é um vinho com alto nível de dióxido de carbono, fazendo-o borbulhar quando é servido. Resultado de uma fermentação natural, o dióxido de carbono é formado dentro da garrafa, quando elaborado no método champenoise, ou mais conhecido como "tradicional", e fora da garrafa no método charmat.

A "perlage", nada mais é do que as borbulhas de CO2 que se formam durante o serviço. A palavra "champagne" é designada como sinônimo de espumante, porém é vedada por algumas legislações.

Os espumante mais conhecidos são: espumante moscatel, espumante demi-sec/meio-seco, espumante brut, espumante extra brut e espumante nature.

Vinho Tinto

Vinho tinto é o resultado da fermentação do suco ou do mosto que é extraído de uvas tintas. É importante que haja maceração das cascas no mosto para se atribuir cor e sabor à bebida.

A polpa da fruta é clara, seja na uva branca ou tinta e, quando prensada a "polpa", esta origina um suco turvo considerado "branco". De acordo com a forma que a casca da uva é utilizada, é obtido a cor do vinho. Para tornar o vinho tinto, é necessário que as cascas das uvas tintas descansem no mosto. Esse processo é chamado de maceração.

Já a intensidade da cor do vinho tinto depende de dois fatores, são eles: o tipo da uva utilizada na fabricação, e por segundo o tempo da maceração das cascas no mosto.

Vinho Branco

O vinho branco é um vinho com coloração que varia do mais pálido amarelo-esverdeado até o mais profundo dourado-âmbar.

Diferentemente do vinho tinto, o vinho branco é produzido de forma que a casca das uvas não fermente junto com o vinho, pois é esta que confere a cor escura nos tintos.

Vinho Rosé

O vinho rosé ou rosado é um tipo de vinho que apresenta coloração rosada, entre os tintos e brancos.

A cor pode variar de um laranja pálido a um púrpura vívido, dependendo das técnicas de fermentação utilizadas e das uvas.

O "rosé" é resultado da fermentação do suco ou mosto extraído de uvas tintas, na qual há um breve contato das cascas com o mosto, a fim de se atribuir um leve toque rosado na cor e sabor ligeiramente tânico à bebida.

Vinho Licoroso

O vinho licoroso é obtido através das fermentação, a partir de bagos de uvas tintas ou brancas, ao contrário do licor, que não precisa de fermentação.

A vinificação do vinho licoroso é semelhante a dos vinhos brancos, porém suas características são distintas. Neste caso, normalmente as uvas são mais ricas em açúcar do que o habitual.

Vinho Frisante

O vinho frisante é produzido naturalmente a partir de um único processo de fermentação da uva. Se comparado aos espumantes, o vinho frisante contém cerca de metade da quantidade de gás carbônico.

Em alguns vinhos, o gás carbônico é adicionado artificialmente no momento da fermentação alcoólica.

Uma importante característica é que para ser considerado frisante, deve haver graduação alcoólica entre 7 e 14% em volume, com conteúdo de gás carbônico de 1,1 até 2 atmosferas de pressão a 20ºC, natural ou gaseificado.

Não suportando o envelhecimento, o vinho frisante deve ser consumido rápido, além de ser uma ótima opção para dias quentes, já que é servido gelado.

Atualmente os frisantes mais famosos são produzidos na Itália, conhecidos como lambrusco. São considerados um dos vinhos mais antigos do país e podem ser produzidos tanto na versão branca, tinto ou rosé.