Bodega Garzón

Página:
de 1

A Bodega Garzón nasceu em 1999 através de um sonho de Alejandro Bulgheroni e sua esposa Bettina, pois viram no Garzón sua “pequena Toscana em Uruguai”.

Foi um sonho familiar que hoje se fez realidade: Agroland. Assim, entre olivedos e vinhedos, começaram a projetar Bodega Garzón. 

Desde a otimização do rendimento energético à redução do uso de água, desde a utilização de materiais locais de baixa emissão à gestão responsável de resíduos da construção, desde a captação natural de água de chuva à restauração da biodiversidade, são algumas das estratégias ecológicas implementadas em seu projeto e construção.

A Bodega Garzón com19.050 m² recebeu uvas pela primeira vez da colheita 2014/15, inaugurando assim a primeira bodega sustentável construída fora da América do Norte, seguindo as rigorosas exigências do United States Green Building Council (USGBC). 

A certificação LEED (Leadership in Energy & Environmental Design) é um sistema de certificação desenvolvido pelo US Green Building Council, que é composto por um conjunto de normas sobre a utilização de estratégias voltadas para a sustentabilidade em edifícios.

Essa arquitetura de vanguarda, localizada sobre terras naturais, tem um desenho que permite utilizar o sistema de gravidade para a produção, ao que se somam tecnologia avançada e uma equipe técnica de excelência para a produção de vinhos finos de máxima qualidade, com uma identidade marcante, forte personalidade e sentido do lugar, para o mercado interno e de exportação.

Construída na serra, a Bodega Garzón utilizará 40% menos de energia em comparação com outras instalações de seu tipo, graças à eficiência de suas instalações. Além disso, a geração in situ de energia eólica e fotovoltaica poderá gerar até 40% das necessidades energéticas totais.